17º Carta - Brilhemos!

Bem-vindos ao blog e ao convite para ler as cartas de amor inspiradas nas histórias que ouço todos os dias em meus atendimentos astrológicos, nos encontros da vida, e em minhas próprias experiências. Para quem quer saber mais sobre elas, veja o post da primeira carta no link:  
http://ferzanini.blogspot.com.br/2015/10/as-cartas-de-amor.html

17º Carta – Inspirada em uma palestra que dei hoje sobre Maria Madalena, e nos olhos cheios de lágrimas que absorviam cada palavra como raios de luz.



Amor,


Você já sentiu o silêncio te invadir? É engraçado, mas nele vivem milhares de palavras, e essas palavras o carregam dentro também. São palavras vaga-lume que vão formando fileiras de pequenas luzinhas e entrando na pele da gente até que quando nos damos conta começamos a brilhar. Acho que era assim que as palavras de Jesus afetavam a pessoas, as fazendo brilhar, e foi através de uma de suas palavras que Madalena virou luz e se esqueceu de como apagar.
Só consegue brilhar quem se permite picar pelos bichinhos palavras-luz, hoje encontrei gente que se despiu, arrancando inclusive as máscaras, esperando ser picada por inteiro e pudemos brilhar juntos, sem vergonha de chorar de amor, sem medo de gostar de gente, sem medo de gostar de ser gente, sem julgarmos a decisão de demônios que quiseram virar anjos.
Sabe amor, eu queria tanto que você estivesse lá também, que pudesse junto comigo ter penetrado tantos olhos-portais que me mostraram o caminho para o Éden, aquele lugar onde as diferenças nos tornam iguais. Ali pude te entender por completo, até te absorver. Ali pude repousar em meu ninho, que construí exatamente no centro da bifurcação onde termina a inspiração e começa a expiração. Ali eu não preciso de você, só amo você, sou você...

Sempre sua... seu anjo,

Eu
    

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

49º e Última Carta - Ser e deixar Ser