Um dia eu tive um sonho!

Um dia eu tive sonho... Sonhei que nasci...

Nasci em um mundo novo, diferente. Nasci de uma mãe de olhos ternos que prometiam o viver infinitas possibilidades.
Esperava-me um pai que queria que eu fosse feliz, ainda que não pudesse garantir tal felicidade. Mas de uma coisa estava certa, ele me ensinava força para enfrentar as batalhas que iria travar.
Nesse sonho ganhei um corpo de criança que se encantava com cores, sons, odores e sabores. Desde então comecei a buscar por algo, por alguém... Meu Bem-Amado...
E meu corpinho ágil crescia entre as plantas do quintal onde conversava com a terra... Tão real esse sonho!
E enquanto crescia encontrava outros que assim como eu participavam do sonho. Irmãos chegavam com alegria e outros partiam, assim sem avisar, simplesmente sumiam... Sonho cruel esse ás vezes! E eu seguia experimentando e buscando por Ele, O Amado.
Já com uma vestimenta de mulher encontrei paixões que me fizeram pensar que O havia encontrado, mas no final ainda não era Ele.
Andei pelo mundo para tentar encontrá-lo e enquanto buscava saboreava cada experiência, afinal o sonho podia acabar a qualquer momento. Busquei em terra de faraós, na sabedoria de índios que viviam perto de um lago sagrado, em pirâmides onde dormia o senhor do milho, em vales onde cavaleiros protegiam um segredo, no ponto mais alto dessa terra de sonhos, no país onde o divino veste roupa de animais... No coração de Madalena eu busquei meu amado! E nessa busca muitos outros buscadores a mim se juntaram. Encontrei alguns que pareciam saber melhor do que eu como viver seus sonhos e com eles aprendi a viver o buscar, ao invés de esperar o encontrar. E para todos os meus irmãos eu dizia: dentro de meu sonho eu sonho encontrar o meu Amado e, repentinamente, percebi que nunca soube o que esses irmãos ansiavam e resolvi saber quais eram os seus sonhos... E perguntei a cada um...
E através dos olhos de cada irmão que me contava seu querer eu podia sentir o olhar de meu Amado falando a meu coração. Então simples e naturalmente meu sonho mudou, passei a sonhar que todos eles realizassem os seus sonhos... E aí eu acordei! Acordei dentro do sonho e percebi que Ele sempre esteve ali. Meu Amado me sonhava! Era Ele... DEUS o dono do sonho e esteve comigo todo o tempo, em cada respiração, em cada abraço, em cada paisagem, em cada dor e no mais profundo Amor...

Que sonho mais estranho!! Sonho que se sonha acordado... EU SOU...

Fernanda Zanini

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

49º e Última Carta - Ser e deixar Ser